Tuesday, July 14, 2009

O Coracao Lamentado CAP.VI - LEVA-NOS A UM TRANSPLANTE DE CORACAO

O Coracao Lamentado
CAP.VI - LEVA-NOS A UM TRANSPLANTE DE CORACAO
" E o seu coracao nao devera' lamentar-se quando voce oferta a ELE."
Isso e' o que o SENHOR diz na passagem que lemos em Deuterenomio 15.
Depois de enderecar que temos um coracao egoista, a segunda coisa que temos que negociar com, e' um coracao lamentado quando oferta.
Leia este verso todo:
"Deverao emprestar-lhe o que ele precisar e sem chorar essa vossa decisao. Porque o SENHOR vira' fazer-vos prosperar em resultado disso que fizeram." (Deuterenomio 15:10)
Note que o presente que recebe por ser um ofertante e' ter uma vida abencoada. DEUS diz que ira' abencoar-lhe em tudo onde voce colocar suas maos e em todos os trabalhos.
Mas ele da' intruscoes para que nao tenhamos coracoes lamentados depois de sermos obidientes em ofertar.
E' importante nao deixar-se sentir lamentado sobre aquilo que poderia ter feito com o dinheiro se voce o guardasse para voce mesmo.
Egoismo pode atacar-nos depois de ofertarmos.
Pessoas que vendem grandes "marcas" para viverem, sabem bem sobre o que se costuma chamar "compradores com remorsos".
O termo refere-se a pessoas que geralmente compram um objecto num valor exuberante de dinheiro, tal como um carro ou uma casa.
Depois do momento das lagrimas devido 'a alegria, poderao as mesmas experimentar um momento de panico, um sentimento de culpa para com ele proprio.
Muitas coisas compradas por impulso sao retornadas no dia a seguir como resultado deste fenomeno.
Talvez algo similar podera' acontecer quando voce tem que ser obidiente a ofertar tal como o ESPIRITO SANTO o propoe.
Isto significa que voce tera' que guardar o seu coracao antes de ofertar e depois tambem.
Outro problema:
Muitas pessoas ofertam porque sentem que teem que ofertar em vez de ser porque eles o querem fazer mesmo.
Eles sentem-se pressionados a ofertar, e depois lamentam-se sobre a oferta que fizeram. Lamentam-se sobre o dinheiro que ja nao teem.
DEUS esta' tentando fazer algo profundo nos nossos coracoes.
Se estivermos completamente cheios do sentimento de peso, lamentacao depois da bencao, agradara' ao SENHOR?
Conseguiu o SENHOR trabalhar em nossos coracoes o que queria? Nem por isso.
Entao como voce combate as lamentacoes?
Voce faz tudo com uma perspectiva propria quanto ao "seu" dinheiro.
Para ilustrar esta perspectiva, uma vez parei no meio de um sermao e disse
" Voce sabe uma coisa? Preciso que alguem me de $100."
Imediatamente, um homem levantou-se veio 'a frente e entregou-me uma nota de $100. Eu coloquei -a no bolso e continuei com o sermao.
Tenho a certeza que todos na congregacao estavam a pensar, "Como podera' ter acontecido isto, porque? Porque que ele pediu $100 e muito rapido aquele homem levantou-se e entregou-lhe a quantia certa? (eu suspeito que a pessoa que mais pensou, foi a esposa do homem!)
Depois de deixar todos colocarem suas proprias questoes e tirarem suas proprias conclusoes interrompi minha mensagem outra vez para explicar o porque do acontecimento.
"Deixem-me dizer-vos porque que aquele Senhor foi tao rapido em trazer-me aquele dinheiro sem saber o porque da minha necessidade.
Antes do servico comecar, eu entreguei-lhe $100 e disse-lhe que o trouxesse rapido, assim que eu o mencionasse."
Eu comecei a explicar que estava a tentar ilustrar um ponto para todos.
A razao que o homem entregou o dinheiro tao rapido quando perguntei, foi porque ja era meu em primeiro lugar.
Ele nao experimentou lamentacao, remorso ou conflicto emocional sobre ofertar-me o dinheiro.
Porque? Porque sabia que nao era dele.
Tal como vimos no capitulo anterior, o mesmo e' verdade sobre tudo o que temos.
E' tudo de DEUS e no's meramente exercitamos a intendencia sobre ELE.
Quando alcancamos DEUS na perspectiva do dinheiro, quando entendemos que o dinheiro pertence num total a DEUS, e' facil ofertarmos quando ELE pergunta por.
No's ofertamos ao SENHOR de livre vontade e nao nos lamentamos por isso. Entendemos que nao era nosso em primeiro lugar.
Mas mesmo assim observo Cristaos a operar com egoismo, eu sei que estou a olhar para uma pessoa que nem sabe ou esqueceu que tudo pertence ao SENHOR.
Actuam com se fossem donos, nao como "comissarios de bordo".
O homem que deu-me o dinheiro durante o meu sermao, ele, realmente nao deu-me o dinheiro, ou deu?
Ele simplesmente retornou o que era meu.
Talvez tenhamos um problema em ofertar porque nao entendemos o que e' ser "comissiario de bordo".
E faz que esquecamos que DEUS e' dono e quando partilhamos somente estamos a retornar a DEUS o que era DELE em primeiro lugar.
Entao, deixe-me perguntar-lhe:
O seu coracao alguma vez lamentou-se sobre ofertar dinheiro?
Alguma vez deparou-se a sentir tristeza sobre o dinheiro que perdeu?
Voce pode parar.
Nao era seu em primeiro lugar!
DEUS, e' dono em primeira mao!
Abracito, Yola Tatiana Veiga Bastos

No comments:

Post a Comment